Analistas-Tributários da Receita Federal atuaram na retenção de 60 toneladas de um agrotóxico letal no Porto de Itapoá, no Litoral Norte de Santa Catarina na manhã desta quarta-feira (4/08). O produto que é letal e pode matar em até 24h estava escondido em meio a uma carga de sulfato de alumínio.

O agrotóxico foi descoberto em contêineres que continham cerca de 20 mil litros do herbicida Paraquat. O produto estava escondido junto a uma carga declarada como sendo de sulfato de alumínio, um composto químico utilizado para o tratamento de água em piscinas.

A carga foi enviada pela mesma empresa que havia tentado introduzir ilegalmente outros dois contêineres de agrotóxicos proibidos no início do mês de julho deste ano. No total, foram apreendidas cerca de 60 toneladas de produtos ilícitos, configurando a maior apreensão de agrotóxicos ilegais da história do órgão.

Mais notícias
  • há 4 dias

Sindireceita lança campanha pela atualização da tabela do Imposto de Renda, por um sistema tributário mais simples e justo e pelo fortalecimento do controle de fronteiras

Leia mais

  • há 1 semana

Analistas-Tributários da RFB atuam na apreensão de mais 3,8 toneladas de drogas e retenção de mercadorias ilegais valoradas em mais de R$ 12,7 milhões em agosto

Leia mais

  • há 1 semana

Analistas-Tributários da Receita Federal atuam na apreensão de cerca de 2 tonelada de cocaína nos portos do País

Leia mais