QUANTIDADE DE CARGA ENTRANDO NO PAÍS POR PORTOS, AEROPORTOS E FRONTEIRAS SECAS EM 2017
  • Quilos
  • Milhares
  • Milhões
  • Bilhões
 

Fronteirômetro - A fiscalização e o controle aduaneiro no Brasil

Dimensionar o volume de cargas que ingressam e saem do país por portos, aeroportos e pontos da fronteira seca e reforçar a importância da fiscalização e do controle aduaneiro, são os objetivos do Sindicato Nacional dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (Sindireceita) com o “Fronteirômetro”.

O “Fronteirômetro” apresenta projeções para o ano de 2017 do fluxo do comércio exterior no Brasil. Para alcançar as projeções para o ano de 2017 foram considerados dados oficiais entre os anos de 2012 a 2016. Todas as informações utilizadas são públicas e fornecidas por Ministérios, Agências e órgãos oficiais que atuam diretamente com comércio exterior e meios de transportes.

A ferramenta pretende chamar a atenção da sociedade brasileira para o enorme número de veículos, pessoas e cargas que entram e saem do país, reforçando a necessidade do controle mais contundente sobre todo esse fluxo. A entrada de armas, drogas, produtos contrabandeados e piratas é um problema que precisa ser combatido, pois atinge de forma negativa nossa sociedade ao fortalecer o crime organizado, afetando a segurança pública.

Com as projeções de entrada e saída de pessoas, veículos e cargas pelos modais marítimo, aéreo e rodoviário, o “Fronteirômetro” possibilita que se tenha uma dimensão aproximada do fluxo do comércio internacional no exato momento da consulta, permitindo que o visitante tenha uma noção, por exemplo, do quantitativo de cargas importadas ou exportadas descarregadas e carregadas nos portos, ou quantos aviões pousaram ou decolaram nos aeroportos brasileiros com o quantitativo de passageiros.