Analistas-Tributários da Receita Federal atuam na apreensão de aproximadas 2 toneladas de cocaína nos portos do País, confira os destaques:

Porto de Santos/SP – 1,3 toneladas de cocaína

Analistas-Tributários da Receita Federal, em operação integrada com a Polícia Federal, atuaram na apreensão de 561 kg de cocaína no Porto de Santos, São Paulo, nesta segunda-feira, 15. A droga estava escondida em uma carga de 55 toneladas de óxido de alumínio destinada ao porto de Vado Ligure, na Itália. Essa foi a terceira apreensão de cocaína nesta semana no Porto de Santos em menos de duas semanas.

Na quarta-feira (10), os Analistas-Tributários atuaram na apreensão de 137 kg de cocaína em uma carga de exportação também no Porto de Santos. O conteúdo, que se tratava de uma carga de café verde destinada à Alemanha, estava em um bulk bag, espécie de saco instalado dentro de um contêiner de 20 pés para transporte de carga a granel.

Para retirada da droga, foi necessário remover parte da carga. Foram localizados diversos tabletes de cocaína presos com fita adesiva, totalizando 137 kg da droga. Essa foi a segunda apreensão de cocaína nesta semana no Porto de Santos. No dia 9, foram apreendidos 701 kg em uma carga de açúcar destinada à Espanha. Somadas, as três apreensões totalizam 1,3 toneladas de cocaína apreendidas no Porto de Santos.

Essa é a quinta apreensão no porto no mês de agosto, totalizando 2,3 toneladas da droga.

Receita Federal apreensao de 137 kg de cocaina no porto de Santos

Paranaguá/PR – 35,5kg de cocaína

Analistas-Tributários da Receita Federal atuaram na apreensão de 35,5 kg de cocaína no Porto de Paranaguá, litoral do Paraná, na manhã desta sexta-feira (12/08). A droga estava escondida em um compartimento do motor refrigerado de um contêiner, vindo do Reino Unido, e foi descoberta pelas imagens durante o procedimento de fiscalização com o escâner, que detectou a irregularidade.

Como o Reino Unido não é um país produtor de cocaína, a suspeita é que a droga foi enviada de alguma região produtora, mas não foi retirada pelos traficantes em seu porto de destino por algum motivo. O contêiner então continuou sendo reutilizado até ingressar no Brasil, onde a equipe da Receita Federal detectou a droga. 

Ao todo, em 2022, a Receita Federal já realizou 10 apreensões de entorpecentes no Porto de Paranaguá, somando 433 kg de drogas.

Paranagua 1
Paranagua 2

Belo Horizonte/MG – 7,5 kg de cocaína

Analistas-Tributários da Receita Federal atuaram na apreensão de 7,5kg de cocaína ontem, dia 15, no Aeroporto Internacional Tancredo Neves/MG.

Durante rotina de inspeção de bagagens, os servidores da alfândega, com apoio da recém formada equipe k9 (cães da faro da RFB) identificaram uma caixa de som que havia sido despachada com indícios de conter uma substância entorpecente.

A caixa de som foi separada para abertura na presença do passageiro e realização de teste para identificação de substância. Foram encontrados escondidos dentro de 2 placas de madeira seladas cerca de 7,5 kg de cocaína.

O passageiro, um nigeriano de 38 anos, embarcaria de Confins para Guarulhos e tinha como destino final no Aeroporto de Conakry, na Guiné.

Belo Horizonte 1
Belo Horizonte 2

Navegantes/SC – meia tonelada de cocaína

Nesta segunda-feira (15), Analistas-Tributários da Receita Federal, atuaram na apreensão de mais de meia tonelada de cocaína no porto de Navegantes, em Santa Catarina. Essa foi a maior apreensão do ano no local.

O contêiner, que teria como destino o porto de Gioia Tauro, na Itália, foi selecionado para fiscalização após servidores notarem divergência na imagem de escâner. Com o auxílio de um cão de faro da equipe k9, a carga com cerca de 600 kg de cocaína foi detectada.

NavegantesSC
Mais notícias
  • há 4 dias

Sindireceita lança campanha pela atualização da tabela do Imposto de Renda, por um sistema tributário mais simples e justo e pelo fortalecimento do controle de fronteiras

Leia mais

  • há 1 semana

Analistas-Tributários da RFB atuam na apreensão de mais 3,8 toneladas de drogas e retenção de mercadorias ilegais valoradas em mais de R$ 12,7 milhões em agosto

Leia mais

  • há 1 semana

Analistas-Tributários da RFB atuam na retenção de 60 toneladas de agrotóxico letal que pode matar em 24h

Leia mais