Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil atuaram na apreensão de drogas como cocaína, skunk, haxixe e mercadorias contrafeitas em diversos estados do país nas últimas semanas de maio e início de junho. Confira os destaques:

*Distrito Federal/DF

Na tarde da última segunda-feira de maio (30), Analistas-Tributários da Receita Federal, em conjunto com a Polícia Federal atuaram na apreensão de cocaína liquida em bagagem de um homem de 26 anos no Aeroporto Internacional de Brasília.

Durante fiscalização de rotina, utilizando equipamento de raio-X e auxiliados pelos cães de faro Bruce e Roxy, servidores da Receita Federal identificaram volumes suspeitos no interior de uma mala que havia sido despachada em Rio Branco e seguiria para Lisboa.

Ao abrirem as malas os aduaneiros e os policiais federais encontraram uma garrafa de pisco – bebida típica do Peru – e seis pacotes de óleo de coco, além de nove sacos plásticos colados na parte interna de calças jeans, os quais continham cocaína em forma líquida e somaram um peso bruto de 9,3 kg.

O passageiro recebeu voz de prisão e poderá responder pelo crime de tráfico internacional de drogas.

Na tarde de quarta-feira (1º), em trabalhos de fiscalização de rotina, Analistas-Tributários da Receita Federal no Aeroporto Internacional de Brasília atuaram na apreensão de 11,5 kg de skunk (droga conhecida como super maconha), na mala de uma passageira de 23 anos, que saiu de Boa Vista em um voo com destino final no estado do Rio de Janeiro.

Na noite do mesmo dia, os servidores da Receita Federal ainda identificaram outro passageiro, um nigeriano de 56 anos, que tentava embarcar para Guarulhos e depois para a República da Guiné, na África, com cerca de 6 kg de cocaína escondidos em rolos de sacos plásticos para embalagem.

Os passageiros foram presos por agentes da Polícia Federal e encaminhados à Superintendência no DF, onde podem ser autuados pelo crime de tráfico de drogas, cujas penas podem chegar a 15 anos de reclusão.

Com essas duas ocorrências, o total de cocaína apreendida pela Receita Federal no Aeroporto JK, neste ano de 2022, passou de 153 kg, valor bem superior aos 68 kg apreendidos em todo ano de 2021.

*Rio de Janeiro/RJ

Analistas-Tributários da DIREP07, em conjunto com a Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) atuaram em operação de combate à pirataria e ao comércio irregular de eletrônicos que resultou na retenção de cerca de R$ 1 milhão em produtos eletrônicos piratas no centro do Rio de Janeiro/RJ na última terça-feira de maio (31).

Após fiscalização em dois estabelecimentos comerciais foram retidos acessórios para celular (carregadores, baterias, capas), teclados sem fio, roteadores, fones de ouvido e controles de videogames com indícios de pirataria.

Os itens encontrados não têm selo de certificação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) ou possuem selos falsificados, os quais também foram apreendidos em grande quantidade. Um dos gerentes foi preso por falsificação de selos públicos.

*Belém/PA

Na quinta-feira, dia 2, Analistas-Tributários da Alfândega de Belém atuaram na apreensão de haxixe e um comprimido de MDMA nos Correios.

A Equipe K9 de cães da faro da RFB recepcionou informação, por meio de contato telefônico da gestão administrativa do Centro de Tratamento dos Correios em Ananindeua/PA, de que havia pacote suspeito de conter substância análoga a entorpecentes. Os servidores de plantão da IRF/AIB, juntamente com a equipe K-9, deslocaram-se para o referido local onde se encontrava a encomenda.

Durante a fiscalização, o K-9 Iza sinalizou para um pacote, com origem em Guarujá/SP, que tinha como destino a cidade de Belém/PA.  Foram realizados narcotestes para haxixe, THC e marijuana, tendo sido confirmado pelo reagente do teste.

Após emissão do Termo de Apreensão de Substâncias Entorpecentes, as drogas foram encaminhadas à Policia Federal para as providências cabíveis. As investigações prosseguirão a fim de combater o crime nessa modalidade.

*Recife/PE

Analistas-Tributários da RFB atuaram na manhã de quinta-feira (2) na apreensão de mais de 100 pontos de LSD no Centro de Distribuição dos Correios de Recife.

A ação ocorreu com a colaboração da equipe K9 da Direp04, formada pela condutora K9, a Analista-Tributária Ivanisa Leão, e a agente canina Phoênix. A remessa da droga partiu de Fortaleza, no Ceará, e tinha como destino um endereço na cidade de Olinda, Pernambuco.

*Mato Grosso do Sul/MS

Entre os dias 3 e 5 de junho, Analistas-Tributários atuaram na apreensão de quase 20kg de cocaína na fronteira do Brasil com a Bolívia.

Na noite de sexta-feira (3), uma brasileira de 20 anos, tentou ingressar no Brasil em um táxi boliviano. Com ela foi apreendida substância análoga à cocaína pesando 8Kg. À fiscalização, a viajante afirmou que levaria a droga para Campo Grande/MS e que receberia R$ 1 mil por volume transportado, totalizando R$ 8 mil.

Na noite de sábado (4), uma boliviana de 46 anos tentou ingressar no Brasil com substância análoga à cocaína que totalizou quase 6 kg.

Já no domingo (5), por volta das 21h, em fiscalização de rotina no Posto Esdras (fronteira entre o Brasil e a Bolívia), ATRFB atuaram na apreensão de 5,5 kg de substância análoga à cocaína.

A viajante, boliviana de 27 anos, tentava ingressar no Brasil em um táxi do seu país. Após conferência física minuciosa em suas bagagens, a droga foi encontrada. À fiscalização ela não forneceu maiores informações acerca do destino da droga. A droga e a boliviana foram encaminhadas para a Delegacia de Polícia Federal (DPF) de Corumbá/MS.

*São Paulo/SP

Entre a última semana de maio e a primeira semana de junho, Analistas-Tributários da Seção de Remessas Postais e Expressas da Alfândega de Viracopos (Sarpe/VCP) atuaram na apreensão de 1,4 kg de haxixe e 1,3 kg de cocaína em pó em remessas de importação.

Duas remessas apresentaram as mesmas características de ocultação: a resina de haxixe foi encontrada dentro de barras de chocolate. Ambas seguiriam para Brasília/DF. Uma terceira encomenda foi retida com 830 g de haxixe oculto dentro de embalagem de vela, tipo lata para presente. Todas as remessas têm origem nos Estados Unidos da América.

Na exportação, uma remessa foi retida com 1,3 kg de cocaína em pó que estava oculta dentro de um forno elétrico que seguiria para Nova Zelândia.

*Foz do Iguaçu/PR

Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil atuaram na apreensão de 51 kg de maconha em depósito de empresa de e-commerce em Foz do Iguaçu/PR.

Na manhã de segunda-feira (6), uma equipe de servidores da Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu/PR, durante uma fiscalização de rotina em depósito logístico de uma empresa de e-commerce, localizou quatro volumes que continham tabletes de maconha.

O total 51 kg da droga foram apreendidos e encaminhados à sede da Polícia Civil, onde será efetuada uma minuciosa vistoria na documentação referente à postagem.

*Mundo Novo/MS

No início da manhã de sábado (4), Analistas-Tributários da Equipe de Vigilância e Repressão da Alfândega da Receita Federal em Mundo Novo/MS atuaram na apreensão de mais de R$ 600 mil em componentes automotivos de alto valor, além de celulares e memórias.

Os mais de 3 mil itens de produtos estavam sendo transportados de forma dissimulada embaixo de sacos de ração, em uma caminhonete, que também foi retida.

A abordagem ao veículo ocorreu após ação de monitoramento, na Rodovia BR 163, na cabeceira da Ponte Ayrton Senna, sobre o Rio Paraná, já na divisa com Guaíra/PR. O motorista e a passageira do veículo foram conduzidos para a Polícia Federal em Naviraí/MS.

*Belo Horizonte/MG

Analistas-Tributários da Alfândega da Receita Federal em Belo Horizonte, em operação conjunta com a Polícia Federal no Aeroporto Internacional Tancredo Neves em Confins, atuaram na apreensão de aproximadamente 16,600 kg de substância com características análogas à maconha em mala de passageiro na manhã de terça-feira, 7 de junho.

Em operação de inspeção de bagagens, a equipe de vigilância da Alfândega da Receita Federal em Belo Horizonte e a Polícia Federal identificaram no Raio X bagagem com indícios de substância entorpecente.

A bagagem foi separada para abertura na presença do passageiro e realização de teste para identificação de substância. A droga estava escondida e embalada em 15 tabletes escondidos na bagagem. O passageiro estava em voo vindo de Manaus, com escala em Viracopos.

Apreensões em maio e junho 22 1
Apreensões em maio e junho 22 2
Apreensões em maio e junho 22 3
Apreensões em maio e junho 22 4
Apreensões em maio e junho 22 5
Apreensões em maio e junho 22 6
Apreensões em maio e junho 22 7
Apreensões em maio e junho 22 8
Apreensões em maio e junho 22 9
Apreensões em maio e junho 22 10

*Atuação dos Analistas-Tributários

Como atividade essencial à proteção da sociedade e do Estado, os Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil que atuam na Aduana mantêm a rotina de trabalho nos postos de fronteira terrestre, aeroportos e portos de todo o país.

Inclusive, os Analistas-Tributários reforçaram sua atuação para contribuir com a sociedade diante do cenário da pandemia de Covid-19, reafirmando o objetivo de garantir o controle aduaneiro nas atividades de importação e exportação e, principalmente, assegurar a realização das atividades de fiscalização, vigilância e repressão, mesmo durante a pandemia do coronavírus.

Mais notícias
  • há 4 dias

Sindireceita lança campanha pela atualização da tabela do Imposto de Renda, por um sistema tributário mais simples e justo e pelo fortalecimento do controle de fronteiras

Leia mais

  • há 1 semana

Analistas-Tributários da RFB atuam na apreensão de mais 3,8 toneladas de drogas e retenção de mercadorias ilegais valoradas em mais de R$ 12,7 milhões em agosto

Leia mais

  • há 1 semana

Analistas-Tributários da Receita Federal atuam na apreensão de cerca de 2 tonelada de cocaína nos portos do País

Leia mais